Atendimento Domiciliar

Atendimento Domiciliar
Atendimento Domiciliar

terça-feira, maio 29, 2012

A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma...


Recebi este texto por e-mail e achei interessante, indiferente de crenças e religiões, chama-se "A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma".
Sabemos que, nossa saúde física está ligada a saúde emocional, uma acaba influenciando a outra de maneira que, acabamos adoecendo por um trauma emocional muito grande, depressão, descontentamento entre tantas outras situações emocionais, quando isso ocorre, é chamado de "Doenças Psicossomáticas".

Doenças psicossomáticas, exercem ação na saúde do corpo, ocasionada por problemas emocionais, manifestação de emoções, ou seja, quando uma doença física ou não, tem seu princípio na mente.

Segundo um artigo no site Wikipédia.

"mente e o corpo formam um sistema único e os mecanismos inconscientes são muito presentes nesta ligação. Por isso é comum a sensação inicial de que os sintomas “vieram de repente”, “ou não existir nenhum motivo para que os sintomas aparecessem”. É difícil para um paciente com gastrite identificar quais podem ter sido as causas emocionais de desencadeamento de uma nova crise. A ansiedade e a irritabilidade são sentimentos comuns nos quadros psicossomáticos, e há uma tendência a identificar e culpabilizar eventos externos pelo problema, aumentando a sensação de impotência diante das dificuldades."

Vamos ao texto:

"O resfriado escorre quando o corpo não chora.A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.


O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver.
E as dores caladas? Como falam em nosso corpo?
A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção.
O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos, existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado FÉ, abundante combustível chamado Paciência. 
Mas principalmente um maravilhoso Condutor chamado DEUS..."





Perguntem...comentem... opinem... sugiram !

Até a próxima postagem!  



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário